1

Leonardo Rolim, secretário de Previdência do Ministério da Economia, afirmou que "servidores só querem privilégios" (foto: Carlos Vieira/Correio Braziliense)

 

Na busca de ganhar apoio à Reforma da Previdência que ataca e retira conquistas dos trabalhadores, que durante o último século contribuíram solidariamente para construir o maior sistema de Seguridade Social da América Latina, o Secretário de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim, em entrevista ao Jornal Correio Braziliense, no último domingo, 10 de março, atacou todos os servidores públicos dizendo que estes não querem abrir mão dos seus "privilégios".

 

É lamentável que o referido Secretário, ao usar tal argumento para defender o maior ataque à classe trabalhadora, venha a público tentar enxovalhar a dignidade dos milhões de servidores públicos, que trabalham em setores responsáveis pelo atendimento de dezenas de milhões de trabalhadores pobres que todos os dias usam os serviços públicos da saúde, da educação e da Seguridade Social.

 

Este senhor, ocupante de cargo de confiança, deveria fazer reverência a estes profissionais, que independente de quem esteja no governo, todos os dias cumprem suas atribuições, ainda que não tenham as devidas condições de trabalho.

 

A FENASPS repudia veementemente os ataques deste governo, cuja principal ação é falar mentiras. A verborragia expressa pelo secretário só serve para comprovação disto.

 

Por que o secretário não fala em cobrar os sonegadores e grandes devedores da Previdência, que juntosafanaram quase 1 trilhão de reais em contribuições previdenciárias?

 

Nenhum ataque vai impedir nem arrefecer a luta dos trabalhadores na defesa dos seus direitos e conquistas!

 


Baixe esta nota para seu dispositivo.

Av. Afonso Pena, 726 - 4º andar - Bairro Centro - CEP: 30.130-003 - Belo Horizonte/MG
Telefone: 0(xx31) 2552-1610 - Fax: 0(xx31) 2552-1631 - 0800.600.16.11