quinta-feira, 18/07/13

Sintsprev-MG integra em BH e nas suas regionais manifestação histórica em defesa dos servidores públicos e da população

 Para ver as imagens da mobilização, CLIQUE AQUI.

 

manifest bh 11-7-2013 -  25Dia de Mobilização em BH

 

Trabalhadores filiados e dirigentes do Sintsprev/MG participaram no dia 11 de julho, em Belo Horizonte, do Dia Nacional de Greves e Mobilizações, que contou com a presença e mobilização de todas as centrais sindicais e de centenas de entidades e movimentos sociais e populares, além de estudantes, trabalhadores sem terra, aposentados, pensionistas e muitos profissionais das áreas de saúde, educação, metroviários, rodoviários, comerciários e tantas outras categorias.


A Praça Sete, coração da Capital mineira, começou a ser ocupada às 8 horas da manhã. O Sintsprev/MG montou uma barraca no local onde, a partir das 9 horas, realizou verificação da pressão arterial e mediu a glicose de centenas de pessoas. Durante toda a manhã formou-se fila de interessados, atendidos por dois trabalhadores da Saúde, que atuaram voluntariamente.


A ação serviu para reforçar as denúncias dos trabalhadores e do sindicato quanto às péssimas condições de atendimento para a população e de trabalho para os servidores da Saúde vinculados à União, Estado e Município.


O Sintsprev também se manifestou contrário e repudiou a privatização da saúde, exigindo o fim da empresa Ebserh, criada pelo governo Dilma para gerenciar o sistema e repassar as áreas rentáveis para a iniciativa privada.

 

MARCHA – Após a concentração na Praça Sete, milhares de pessoas partiram numa grande marcha pela cidade, passando pelas principais ruas e avenidas do centro e áreas centrais. A primeira parada foi no prédio da prefeitura, onde os manifestantes exigiram a implantação do passe livre e melhorias nos transportes coletivos. Também solicitaram ser recebidos pelo prefeito Márcio Lacerda, a quem entregariam manifesto com reivindicações.


Apesar da insistência, as portas continuaram trancadas com correntes e cadeados e nenhum representante se dignou a dar qualquer explicação.


A marcha prosseguiu até o Bairro Santo Agostinho, perturbando a ordem e mostrando o povo na rua, exigindo um novo país. A parada seguinte foi no imponente prédio sede do Banco Central. Em diversos carros de som, as lideranças protestaram contra o aumento dos juros e a desastrada política econômica deste governo. Denunciaram a destinação sem fim e sem controle de dinheiro para obras da Copa, enquanto falta dinheiro para todas as áreas de interesse da população. Também pediram auditoria das enormes dívidas interna e externa do Brasil. Esta última, o PT criminosamente anunciou solenemente ter quitado, numa das maiores mentiras repassadas à população, com a conivência muda dos meios de comunicação.


Após as denúncias de caráter econômico, na parada seguinte a tônica foram as questões políticas. Na Assembleia Legislativa as portas também permaneceram fechadas. Nenhum deputado representando a Mesa Diretora da Casa recebeu os manifestantes. Falaram os aposentados exigindo a aprovação do Projeto de Lei 4.434/08, que recupera as perdas dos segurados do INSS, e o fim do fator previdenciário, sem substituição por nenhum outro índice. De centrais diferentes, falaram contra e a favor a proposta de reforma política e de plebiscito. Houve unanimidade quanto ao repúdio ao projeto de lei que facilita a terceirização e a precarização das relações de trabalho.


manifest bh 11-7-2013 -  42

A última parada foi na sede da Cemig, empresa de eletrificação estadual, considerada a que tem a energia mais cara e a que cobra mais impostos em todo o País. Muitas críticas ao governo do Estado pela criminalização dos movimentos sociais, pela falta de atenção e de investimentos na saúde e educação. Denúncia de que o choque de gestão não passa de grande enganação.

 




NOSSA PAUTA – Seguindo a pauta da Fenasps e de entidades nacionais representantes dos servidores públicos federais e de outros segmentos, o Sintsprev/MG apresentou a seguinte pauta de reivindicações:


1. Reajuste Salarial de inflação + variação do PIB;

2. Manutenção da paridade entre ativos e aposentados;

3. Anulação da Reforma da Previdência Social de 2003;

4. Contra a criminalização dos movimentos sociais e em Defesa do direito de greve;

5. Negociação Coletiva;

6. 10% para Saúde e Educação;

7. Contra as Privatizações dos Serviços Públicos (EBSERH, FUNPRESP, PPP, Leilões do Petróleo);

8. Antecipação das parcelas do Reajuste previsto no Acordo de Greve de 2012.

9. 30 horas sem redução salarial

10. Concurso público pelo RJU

11. Fim do Fator Previdenciário sem substituição por outro índice e

12. Melhores condições de trabalho e de atendimento à população

 




QUEM É DE LUTA, JAMAIS DESISTE!


 

Sintsprev/MG

Diretoria Colegiada

Últimas notícias

ver mais
1 quarta-feira, 19/02/20 Peculistas da Vivaprev já podem resgatar valores do superávit! O plantão da Diretoria Colegiada da FENASPS tem recebido muitas ligações e contatos via ...
1 quarta-feira, 19/02/20 Apoio total à greve dos(as) trabalhadores(as) petroleiros! Charge: Daniel Pxeira (clique para ampliar) A Federação dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, ...
1 quarta-feira, 19/02/20 Atos em todo país exigem solução para crise do atendimento no INSS e contra a militarização no órgão Em Brasília, manifestação foi em frente à sede nacional do INSS, e contou com ...


Convênios

ver mais

Centro Universitário Unihorizontes Graduação / Pós-Graduação Santo Agostinho - CEP 30.180-121 . Belo Horizonte (31) 3349-2900 / 0800 283 700 www.novo.unihorizontes.br
Mais detalhes

Braúna Viagens e Turismo Agência de Viagens e Turismo Barro Preto . Belo Horizonte (31) 3115-2800 10%
Mais detalhes

Hotel Turista Hotéis Centro . Belo Horizonte (31) 3273-7282
Mais detalhes
Top